Economia

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta, com indicadores mistos

Da Redação ·

As bolsas europeias fecharam na maioria em alta nesta quarta-feira. Investidores pesaram dados positivos da economia da China, além de indicadores mistos de economias do Velho Continente. A maior parte dos índices sustentou avanços mesmo com o fraco desempenho dos bancos europeus nesta quarta, em meio ao avanço da inflação nos EUA em setembro.

continua após publicidade

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,70%, aos 460,39 pontos.

O avanço anual acima do previsto das exportações da China em setembro deu fôlego ao sentimento por risco de operadores na Europa nesta quarta. Segundo a Administração Geral Aduaneira do país, o superávit da balança comercial chinesa foi de US$ 66,76 bilhões no mês, o que também superou a estimativa do mercado.

continua após publicidade

A temporada de balanços corporativos também impulsionou os índices, após bons resultados de empresas como a alemã SAP (+3,90%) e a francesa Louis Vuitton (+3,16%).

No cenário doméstico, a produção industrial da zona do euro recuou 1,6% entre julho e agosto, 0,1 ponto porcentual a menos que o esperado, devido aos gargalos na cadeia produtiva, que podem piorar diante da crise energética no Velho Continente, de acordo com a Pantheon Macroeconomics. Já o desempenho da manufatura britânica superou as estimativas ao avançar 0,8% no mesmo período.

Em Londres, o índice FTSE 100 subiu 0,16%, aos 7.141,82 pontos.

continua após publicidade

Na Alemanha, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) teve alta anual de 4,1% em setembro, de acordo com a previsão do mercado. O resultado representou o maior avanço da inflação ao consumidor alemão desde 1983.

Mesmo assim, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou com ganhos de 0,68%, aos 15.249,38 pontos.

Investidores também ficaram atentos ao avanço de 0,4% do CPI americano no mês passado ante agosto, acima da projeção do mercado. Os juros dos Treasuries passaram a cair após o dado, o que explica as fortes quedas em ações do setor financeiro europeu nesta quarta, segundo o analista Luigi Pedone, da Equita Sim. De acordo com ele, o mercado parece estar precificando um cenário menos favorável aos bancos.

continua após publicidade

Entre os destaques negativos, o Deutsche Bank recuou 4,27% em Frankfurt, o Standard Chartered teve baixa de 2,73% em Londres, e o BNP Paribas caiu 1,45% em Paris, cujo índice CAC 40 fechou em alta de 0,75%, aos 6.597,38 pontos. Já o índice PSI 20, da Bolsa de Lisboa, acumulou ganhos de 0,56%, aos 5.593,36 pontos.

Contrariando o movimento geral, os índices FTSE MIB, de Milão, e IBEX 35, de Madri, recuaram 0,12%, aos 25.958,69 pontos, e 0,59%, aos 8.883,50 pontos, respectivamente. O setor financeiro puxou os recuos, em especial na Espanha, onde o Banco de Sabadell teve baixa de 7,06%.

*Com informações de Dow Jones Newswires