Economia

Maia diz que concorda com Mourão sobre custo de excluir Huawei do 5G -

Da Redação ·

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira (7) que concorda com a avaliação do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) de que a instalação da tecnologia 5G no País vai custar mais caro se a chinesa Huawei não puder fornecer equipamentos.

continua após publicidade

"Hoje, 40% da infraestrutura que nós temos de 3G e 4G é da Huawei. Se a Huawei não puder fornecer o equipamento (de 5G), vai custar muito mais caro", afirmou, mais cedo, o vice-presidente durante palestra comemorativa aos 126 anos da Associação Comercial de São Paulo. "Se desmantelar equipamentos (do 5G), quem vai pagar a conta somos nós, consumidores", completou.

Apesar da fala do vice-presidente, o leilão do 5G no Brasil é alvo de pressões internacionais, envolvendo a disputa entre o governo americano e a empresa chinesa Huawei. A organização é líder no desenvolvimento do 5G, mas é acusada de fazer espionagem e trabalhar com o governo chinês.

continua após publicidade

Conforme o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) apurou e noticiou em 29 de novembro, o governo de Jair Bolsonaro procura alternativas, dentro da lei, para limitar a participação da Huawei na implementação das redes do 5G no País. A ideia seria estabelecer uma barreira com base em requisitos técnicos ou de segurança, sem citar o nome da Huawei, mas que, na prática, impeçam a empresa de participar do mercado 5G.