Economia

Lane, do BCE, se diz preocupado com euro: 'não há espaço para complacência'

Da Redação ·

O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), Philipe Lane, advertiu que "não há espaço para complacência" no que diz respeito à recuperação da zona do euro após a crise gerada pela pandemia de coronavírus, mostrando-se preocupado com o fato de a recente tendência de valorização do euro estar contendo a inflação.

continua após publicidade

"Deveria ser abundantemente claro que não há espaço para complacência", disse Lane nesta sexta-feira, no blog do BCE. "A inflação continua bem abaixo da meta e houve progresso apenas parcial no combate do impacto negativo da pandemia na dinâmica da inflação projetada", acrescentou Lane.

Segundo o economista-chefe, o recente avanço do euro tem prejudicado a perspectiva de inflação. Em agosto, o índice de preços ao consumidor do bloco caiu 0,2% em relação a igual mês de 2019. A meta de inflação do BCE é de uma taxa ligeiramente abaixo de 2%.

continua após publicidade

O BCE divulgou nesta quinta-feira projeções econômicas que demonstram um pouco mais de confiança na recuperação da zona do euro, ajudando a impulsionar a cotação da moeda única em relação ao dólar. Às 7h55 (de Brasília), o euro se mantinha forte, avançando a US$ 1,1856, de US$ 1,1822 no fim da tarde de ontem.