Economia

Juros: taxas rondam ajustes após dado fiscal, com viés de alta e menor liquidez

Da Redação ·

Os juros futuros rondam a estabilidade nesta segunda-feira, 31, com viés de alta, e com liquidez bem reduzida por causa do feriado nos Estados Unidos, que mantém os mercados em Nova York fechados. As taxas chegaram a renovar mínimas pontuais após o resultado do setor público consolidado, com saldo positivo de R$ 24,255 bilhões em abril, bem acima do teto das estimativas (R$ 20,3 bilhões). O movimento se dá ainda em linha com a alta do dólar ante o real e após o relatório Focus ter mostrado novas revisões para cima para inflação de 2021, superando o teto da meta, e para o IPCA de 2022. Às 9h36 desta segunda-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia a 8,46%, de 8,43% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 subia para 6,63%, de 6,59%, e o para janeiro de 2022 avançava para 5,04%, mesma taxa do ajuste de sexta-feira.

continua após publicidade