Economia

Juros: taxas futuras recuam em sintonia com dólar em queda com exterior positivo

Da Redação ·

Após a alta generalizada ontem, os juros futuros começam esta quarta-feira (28) com menos pressão, beneficiados pelo clima mais positivo no exterior e dólar em queda ante o real, o que traz maior alívio nas taxas longas, com leve desinclinação da curva.

continua após publicidade

Em dia de agenda local mais fraca e a uma semana da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), as atenções se concentram no desfecho da reunião do Federal Reserve (15h), e ao discurso do e presidente da instituição, Jerome Powell (15h30).

Às 9h27 desta quarta-feira, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 recuava para mínima de 8,72%, de 8,76% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2023 caía para 7,60%, de 7,64% na terça-feira, e o para janeiro de 2022 marcava 6,22%, de 6,23% no ajuste anterior.