Mais lidas

    Economia

    Economia

    Juros: taxas curtas e médias recuam após IPCA e ata, mas longas têm viés de alta

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 11.05.2021, 09:47:00 Editado em 11.05.2021, 09:52:27
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Após a leitura da ata do Copom e do IPCA de abril, os juros futuros curtos e médios se ajustam em baixa, sinalizando uma leitura de uma ata mais branda, enquanto o índice de inflação, mesmo vindo pouco acima da mediana, mostrou desaceleração.

    O IPCA fechou abril com alta de 0,31%, ante um avanço de 0,93% em março, pouco acima da mediana, que era de 0,29%. Os juros longos, no entanto, têm viés de alta, em meio ao avanço dos juros dos Treasuries.

    Às 9h15 desta terça-feira, a taxa de contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 caía para 4,79%, de 4,84% no ajuste de ontem. O DI para janeiro de 2023 recuava para 6,59%, de 6,65%, e o para janeiro de 2027 marcava 8,73%, de 8,71% no ajuste anterior. O juro da T-note de 10 anos avançava a 1,610%, de 1,601%.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Juros: taxas curtas e médias recuam após IPCA e ata, mas longas têm viés de alta"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.