Mais lidas

    Economia

    Economia

    Juros: taxas caem com reforma ministerial, apesar de alta de juros dos Treasuries

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 30.03.2021, 09:57:00 Editado em 30.03.2021, 10:01:31
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Os juros futuros operam em baixa em toda a curva um dia após a reforma ministerial promovida pelo presidente Jair Bolsonaro e apesar da alta dos juros dos Treasuries e dólar também mais forte. Em segundo plano ficou o IGP-M de março, que acelerou, mas ficou abaixo da mediana estimada. "O movimento da reforma ministerial foi muito bom, abre espaço para Guedes negociar com o Centrão de Lira. Sobretudo a ida da deputada do PL para o Planalto", diz José Faria Júnior, sócio-diretor da Wagner Investimentos. Às 9h33 desta terça-feira, a taxa de depósito interfinanceiro para janeiro de 2027 recuava para 8,73%, de 8,83% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2023 caía para 6,54%, de 6,65%, e o para janeiro de 2022 marcava 4,69%, de 4,77% no ajuste anterior.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Juros: taxas caem com reforma ministerial, apesar de alta de juros dos Treasuries"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.