Economia

Juros se ajustam em alta após quedas recentes com Copom no radar

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os juros futuros curtos, que chegaram a cair mais cedo, operam em leve alta na manhã desta segunda-feira, enquanto os médios e longos estão mais perto da estabilidade, mas com viés positivo, em meio ao avanço do dólar ante o real. As declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre redução de preços de combustíveis acabam não fazendo preço, segundo o sócio-diretor da Wagner Investimentos, José Raymundo Faria Júnior.

continua após publicidade

"Isso já estava precificado no mercado, não será nenhuma novidade o anúncio da Petrobras. E os juros caíram muito nos últimos dias, subindo um pouco com alta das Treasuries e antes do Copom", explica a fonte.

Às 10h13, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 subia a 11,38%, de 11,32% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2025 subia a 10,92%, de 10,89%.