MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Juro médio no crédito livre fica em 44,1% em novembro, diz BC (42,7% em outubro)

Mesmo após o fim do ciclo "intenso e tempestivo" de alta da Selic, a taxa média de juros no crédito livre subiu de 42,7% ao ano em outubro para 44,1% ao ano em novembro, informou nesta terça-feira, 27, o Banco Central (BC). Em novembro de 2021, era de 33,

Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues (via Agência Estado)

·
Escrito por Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues (via Agência Estado)
Publicado em 27.12.2022, 10:17:00 Editado em 27.12.2022, 10:22:45
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Mesmo após o fim do ciclo "intenso e tempestivo" de alta da Selic, a taxa média de juros no crédito livre subiu de 42,7% ao ano em outubro para 44,1% ao ano em novembro, informou nesta terça-feira, 27, o Banco Central (BC). Em novembro de 2021, era de 33,7%.

continua após publicidade

Para as pessoas físicas, a taxa média de juros no crédito livre passou de 57,2% para 59,0% ao ano de outubro para novembro, enquanto para as pessoas jurídicas ficou estável em 23,4%.

Entre as principais linhas de crédito livre para a pessoa física, destaque para o cheque especial, cuja taxa passou de 133,4% ao ano para 135,5% ao ano de outubro para novembro. No crédito pessoal, a taxa passou de 42,3% para 44,5% ao ano.

continua após publicidade

Desde 2018, os bancos estão oferecendo um parcelamento para dívidas no cheque especial. A opção vale para débitos superiores a R$ 200. Em janeiro de 2020, o BC passou a aplicar uma limitação dos juros do cheque especial, em 8% ao mês (151,82% ao ano).

Os dados divulgados nesta terça-feira, 27, pelo Banco Central mostraram ainda que, para aquisição de veículos, os juros foram de 27,2% ao ano em outubro para 27,7% em novembro.

A taxa média de juros no crédito total, que inclui operações livres e direcionadas (com recursos da poupança e do BNDES), foi de 30,1% ao ano em outubro para 31,4% ao ano em novembro. No penúltimo mês de 2021, estava em 24,0%.

Já o Indicador de Custo de Crédito (ICC) subiu 0,1 ponto porcentual em novembro ante outubro, aos 21,7% ao ano. O porcentual reflete o volume de juros pagos, em reais, por consumidores e empresas no mês, considerando todo o estoque de operações, dividido pelo próprio estoque. Na prática, o indicador reflete a taxa de juros média efetivamente paga pelo brasileiro nas operações de crédito contratadas no passado e ainda em andamento.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

Deixe seu comentário sobre: "Juro médio no crédito livre fica em 44,1% em novembro, diz BC (42,7% em outubro)"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
Compartilhe! x

Inscreva-se na nossa newsletter

Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!