Mais lidas

    Economia

    Economia

    IPC-Fipe sobe 0,44% em abril e acumula inflação de 2,25% no 1º quadrimestre

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 03.05.2021, 07:15:00 Editado em 03.05.2021, 07:20:56
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,44% em abril, desacelerando significativamente frente ao acréscimo de 0,71% verificado em março e perdendo força também em relação à alta de 0,51% registrada na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados nesta segunda-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

    No primeiro quadrimestre de 2021, o IPC-Fipe acumulou inflação de 2,25%. Nos 12 meses até abril, a alta acumulada foi de 7,79%.

    Quatro dos sete componentes do IPC-Fipe avançaram menos ou aprofundaram deflação no último mês: Habitação (de 0,51% em março para 0,38% em abril), Transportes (de 3,26% para 0,61%), Despesas Pessoais (de -0,17% para -0,57%) e Vestuário (de 0,05% para 0,02%).

    Os demais itens ganharam força de março para abril: Alimentação (de 0,27% para 0,83%), Saúde (de 0,47% para 1,71%) e Educação (de 0,01% para 0,03%).

    Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe em abril:

    - Habitação: 0,38%

    - Alimentação: 0,83%

    - Transportes: 0,61%

    - Despesas Pessoais: -0,57%

    - Saúde: 1,71%

    - Vestuário: 0,02%

    - Educação: 0,03%

    - Índice Geral: 0,44%

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "IPC-Fipe sobe 0,44% em abril e acumula inflação de 2,25% no 1º quadrimestre"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.