Economia

Ibovespa tem alta, seguindo bom humor externo

Da Redação ·

O Ibovespa até ameaçou a embalar em uma trajetória de realização de lucros mais firme na tarde desta quinta-feira, 17, mas o bom humor externo garantiu a manutenção dos 118 mil pontos - por consequência, o mais alto nível desde janeiro. A percepção de que o novo pacote de estímulo fiscal americano vai ser aprovado embasou a busca pelo risco, com os principais índices de Nova York em máximas históricas. O índice brasileiro terminou o pregão aos 118.400,57 pontos (+0,46%).

continua após publicidade

A perda gradual de fôlego do Ibovespa teve início às 13 horas, depois de índice bater a máxima aos 119.027,05 pontos - o maior nível intraday desde 24 de janeiro. O processo não foi derivado de uma notícia específica, mas apenas resultado de um ritmo já esperado para esta etapa do ano.

Passadas as reuniões de política monetária nos países centrais e emergentes, a afirmação contundente do resultado eleitoral nos Estados Unidos e os avanços com vacinas, o mercado encontrou hoje um espaço para tomar um respiro e iniciar um processo de realização.

continua após publicidade

"A gente vê o mercado se lateralizando hoje. Não tem muito mais o que fazer, os investidores estão tirando o pé, liquidando as posições do ano", explica sócio e economista-chefe do banco digital Modalmais, Álvaro Bandeira. "Tivemos um fluxo muito grande em novembro, de R$ 33 bilhões, em dezembro até o dia 15 de quase R$ 10 bilhões... Agora, vamos ficar de lado", observa.

Para o economista-chefe da Messem Investimentos, Gustavo Bertotti, os 118 mil pontos indicam uma tendência boa para o Ibovespa, reverberando a melhora do mercado externo. Ele nota avanços no debate sobre o novo pacote de estímulos nos Estados Unidos, com os senadores querendo resolver a questão antes do fim de semana.

"Alguns dados, como o de seguro-desemprego hoje, reforçam a necessidade desta ajuda", diz, citando a alta de 23 mil nos pedidos de ajuda por desempregados americanos na semana passada, acima do que o esperado pelo mercado.

continua após publicidade

Nesta esperança por nova rodada de estímulos, destaque também para o comportamento das commodities hoje - o que impacta diretamente as empresas brasileiras a esses setores relacionadas.

Impulsionadas pelo petróleo, as ações PN da Petrobras subiram 0,18% e ON avançaram 1,26%. Com minério em alta, a Vale ON avançou 1,14 e CSN ON - que tem um braço importante na exploração de ferro - teve ganho de 3,70%.

Na contramão, com o dólar em queda, as ações de grandes exportadoras de carne tiveram baixa. Minerva ON cedeu 1,26%, JBS perdeu 0,13% e Marfrig recuou 1,17%.