Economia

Ibovespa sobe mais de 1,5% com visão de melhora no cenário doméstico

Da Redação ·

O Índice Bovespa confirmou a expectativa e abriu em alta o pregão desta quinta-feira, em sintonia com a melhora nos mercados de câmbio e juros esta manhã. Assim como nos demais mercados, contribui para a melhora do humor dos investidores de ações a aprovação da PEC Emergencial em primeiro turno no Senado sem surpresas desagradáveis no que diz respeito ao cumprimento do teto de gastos.

continua após publicidade

A alta ocorre na contramão das bolsas internacionais, onde predomina o sinal de queda, em princípio um limitador do avanço das ações por aqui. A expectativa agora fica por conta da votação da PEC em segundo turno, cujos trabalhos devem começar às 11h.

Em um dia de agenda mais escassa, o destaque da última hora ficou com os dados de atividade industrial do país. O faturamento real da indústria de transformação cresceu 2,3% em janeiro de 2021 na comparação com dezembro de 2020 (números dessazonalizados). Em relação ao mesmo mês do ano passado, o faturamento real registrou aumento de 8,7%. Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), desde maio de 2020, o indicador vem crescendo na comparação mensal, com exceção de novembro do ano passado.

continua após publicidade

Às 10h53, o Ibovespa tinha 112.941,92 pontos, em alta de 1,58%. No noticiário corporativo, destaque para o balanço da Azul, que teve prejuízo de R$ 918 milhões no quarto trimestre de 2020, ante lucro líquido ajustado de R$ 411,2 milhões um ano antes.

Já o Ebitda do trimestre alcançou R$ 192,2 milhões, queda de 84,3% sobre o mesmo período do ano anterior. A margem Ebitda foi de 10,8% no último trimestre de 2020, uma queda de 27 pontos porcentuais na mesma base de comparação. No ano, a companhia contabilizou prejuízo de R$ 4,6 bilhões.