MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Haddad diz que equipe ainda vai levar ao Congresso proposta para compensação da desoneração

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira, 14, que a equipe está "terminando os cálculos" e vai levar ao Congresso uma proposta de compensação da desoneração da folha de pagamentos em 2024. Ele preferiu não antecipar cenários, que de

Amanda Pupo e Fernanda Trisotto (via Agência Estado)

·
Escrito por Amanda Pupo e Fernanda Trisotto (via Agência Estado)
Publicado em 14.05.2024, 13:23:00 Editado em 14.05.2024, 13:49:59
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira, 14, que a equipe está "terminando os cálculos" e vai levar ao Congresso uma proposta de compensação da desoneração da folha de pagamentos em 2024. Ele preferiu não antecipar cenários, que dependem do aval do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, mas afirmou que a saída não fugirá do padrão já adotado pela Fazenda desde o início do ano passado.

continua após publicidade

Sem citar diretamente a agenda para ampliar a base de arrecadação, Haddad pontuou que as medidas já tomadas pela equipe neste âmbito buscavam atacar o que já se demonstrou ineficaz nas contas públicas, indicando que adotará esse mesmo caminho para encontrar receitas que compensem a desoneração.

"Proposta de compensação será nos marcos do que já temos feito, procurando (combater) sempre aquilo que foge a lógica, que não faz muito sentido, que já demonstrou que é ineficaz, que é na linha do que temos trabalhado desde o começo do ano passado sem surpresa, com muita compreensão por parte do Congresso", afirmou o ministro a jornalistas.

continua após publicidade

Haddad negou haver qualquer estudo para que a compensação do benefício seja feita via aumento de tributo para empresas de petróleo ou bancos.

"Essa informação é absolutamente falsa, não tem nenhum estudo no MF que diga respeito a esse setores. Já temos alguns cenários mas nenhum deles diz respeito à notícia que saiu", afirmou Haddad.

O ministro da Fazenda afirmou ainda que a relação com o Congresso está "muito boa" e continuará dessa forma.

continua após publicidade

Segundo ele, o ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), Jorge Messias, está avaliando as formalidades sobre o encaminhamento do acordo da desoneração da folha no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF).

"Nesse momento, Messias está discutindo as formalidades do acordo firmado e anunciado", disse Haddad. "Nós fizemos acordo primeiro, agora estão terminando os cálculos e vamos levar ao Congresso uma proposta de compensação", afirmou.

Como antecipou o ministro em entrevista aoBroadcast(sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) na semana passada, o acordo prevê a manutenção da desoneração da folha em 2024, com retomada gradual entre 2025 e 2027, e a cobrança da alíquota cheia em 2028.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Haddad diz que equipe ainda vai levar ao Congresso proposta para compensação da desoneração"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!