Economia

Guedes: se for necessário mais do que R$ 44 bi de auxílio, governo tem protocolo

Da Redação ·

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira, 8, que, se for necessário mais do que os R$ 44 bilhões reservados para o auxílio emergencial, o governo tem "protocolo para isso". "Se na frente for exigido mais, temos protocolo para isso", afirmou.

continua após publicidade

Os R$ 44 bilhões foram o teto determinado na Proposta de Emenda à Constituição (PEC), aprovada no Senado na semana passada, para os gastos com o auxílio neste ano.

Guedes deu entrevista no Palácio do Planalto, apesar de não haver reunião no local prevista em sua agenda.

continua após publicidade

Em uma aparente mudança de postura em relação à cúpula do governo, Guedes reforçou que a vacinação em massa é a "primeira prioridade do governo".

O ministro voltou a dizer que a economia brasileira foi uma das que menos caiu no mundo e que teve "recuperação em V". "O Brasil vai responder à altura da crise com vacinação em massa, auxílio emergencial e protocolo fiscal", completou.