Economia

Guedes diz que Bolsonaro mandou 'cortar a cabeça' de ex-presidente do Inmetro

Da Redação ·

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que levou "um baile" do presidente da República, Jair Bolsonaro, no episódio da troca do presidente do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) em 2020. Segundo Guedes, o presidente mandou "cortar a cabeça" do antigo dirigente do Inmetro.

continua após publicidade

"O presidente disse que se secretário não trocasse presidente do Inmetro, sairia o secretário também", afirmou o ministro. "Presidente Bolsonaro é atento ao detalhe, se não está resolvido, pressiona pra resolver."

Em 2019, Bolsonaro trocou toda a diretoria do órgão e disse que "implodiu" o Inmetro. O motivo da demissão da antiga diretoria foi uma portaria que exigia a troca dos taxímetros para o modelo digital.

continua após publicidade

"Não temos de atrapalhar a vida dos outros. É facilitar a vida de quem produz. Os novos taxímetros, faça diferente. Os novos tacógrafos, tudo bem. Agora, tirar do pessoal, mandar trocar, não. Vai ter de implodir, cortar a cabeça de todo mundo", reclamou Bolsonaro na época.

Nesta sexta-feira, Guedes disse ainda que Bolsonaro está ouvindo a população "o tempo inteiro" e que é um "presidente digital", pois conversa com apoiadores pelo WhatsApp.