Guedes: abril foi fundo do poço, maio teve ligeira recuperação e junho acelerou - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

    Economia

    Guedes: abril foi fundo do poço, maio teve ligeira recuperação e junho acelerou

    Escrito por Da Redação
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que os primeiros indicadores mostram recuperação da economia brasileira em junho. Em evento virtual promovido pela Associação Brasileira de Indústria de Base (Abdib), o ministro disse que dados de arrecadação de impostos e notas fiscais eletrônicas mostram o comércio em junho mais elevado do que no mesmo mês do ano passado.

    "Abril foi o fundo do poço, maio começou ligeira recuperação e junho acelerou", afirmou. O ministro acrescentou que não houve impacto da pandemia em alguns setores, como a construção civil.

    De acordo com Guedes, antes da pandemia o Brasil estava em "rota de crescimento de 2,5%". Depois de o IBGE divulgar que o PIB do país cresceu 1,1% em 2019, Guedes disse acreditar que esse número será revisto para cima. O IBGE costuma revisar o dado do ano anterior no segundo semestre.

    Na live, Guedes disse que o governo está dedicado a combater trajetória de gastos excessivos e que a reforma administrativa ainda está na pauta. "Voltaremos ao assunto ainda neste governo", afirmou.

    Ele citou que a pandemia acelerou um processo de queda de juros, que já vinha acontecendo e que esse cenário de juro baixo e câmbio alto é melhor para a indústria.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    Top de Marcas 2020

    Deixe seu comentário sobre: "Guedes: abril foi fundo do poço, maio teve ligeira recuperação e junho acelerou"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.