Mais lidas

    Economia

    Economia

    Governo arrecada R$ 216 milhões com licitação de áreas portuárias

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 09.04.2021, 16:52:00 Editado em 10.04.2021, 17:19:12
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O último leilão da Infra Week rendeu ao governo mais R$ 216 milhões de outorga. Nesta sexta-feira, 9, na B3, o governo encerrou o processo de três licitações seguidas durante a semana com a oferta de cinco áreas no Porto Organizado de Itaqui (MA) e no Porto de Pelotas (RS). No total, os projetos vão representar investimentos de R$ 600 milhões durante o contrato de concessão. No caso de Itaqui, o prazo será de 20 anos e, em Pelotas, 10 anos.

    A Santos Brasil, empresas que administra um dos maiores terminais de contêineres de Santos, arrematou três áreas em Itaqui. Na primeira, IQI12, a empresa deu lance de R$ 61,3 milhões, com ágio de 44,24%. Na IQI11, foi a única participante e fez uma proposta de R$ 56 milhões, com ágio de 15,06%.

    As áreas IQI12 e IQI13, cujo valor mínimo era de R$ 1, foram para viva voz e tiveram forte concorrência.

    Na IQI12, a disputa ficou entre o Terminal Químico de Aratu (Tecmar) e Santos Brasil, com propostas iniciais de R$ 37,5 milhões e R$ 29 milhões, respectivamente.

    A Santos Brasil venceu com um lance de R$ 40 milhões, no viva voz.

    A IQI13 teve a maior disputa do leilão de ontem e contou com quatro rodadas de propostas no viva voz. Nesse caso, o Terminal Químico de Aratu venceu com uma proposta de R$ 59 milhões.

    A área no Porto de Pelotas, a única participante CMPC Celulose Riograndensse venceu com proposta de R$ 10 mil ante o preço mínimo de R$ 1.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Governo arrecada R$ 216 milhões com licitação de áreas portuárias"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.