MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Governo ainda mira déficit zero para este ano, diz secretário de Orçamento do Planejamento

O secretário de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Paulo Roberto Bijos, disse que ainda há um nó fiscal a ser desatado no Brasil, mas afirmou que o governo ainda mira o déficit fiscal zero em 2024."O grande norte é atingir superávit primário

Francisco Carlos de Assis e Altamiro Silva Junior (via Agência Estado)

·
Escrito por Francisco Carlos de Assis e Altamiro Silva Junior (via Agência Estado)
Publicado em 05.02.2024, 13:09:00 Editado em 05.02.2024, 13:14:08
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O secretário de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Paulo Roberto Bijos, disse que ainda há um nó fiscal a ser desatado no Brasil, mas afirmou que o governo ainda mira o déficit fiscal zero em 2024.

continua após publicidade

"O grande norte é atingir superávit primário que equilibre contas públicas", disse ele, em conversa com o presidente da Amcham, Abrão Neto, durante painel de encerramento de evento sobre perspectivas para 2024 nesta segunda-feira na sede da B3. O esforço maior é atingir superávit primário de 1,5% do PIB, disse o secretário.

Sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2024, Bijos disse que pode surpreender, assim como foi em 2023, quando as previsões de expansão pelos economistas começaram baixas e foram sendo revisadas para cima ao longo do ano.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Governo ainda mira déficit zero para este ano, diz secretário de Orçamento do Planejamento"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!