MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Gasto tributário triplicou em 10 anos e isso é disfuncional, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, voltou a criticar nesta terça-feira o crescimento do gasto tributário nos últimos anos. De acordo com ele, o gasto tributário triplicou nos últimos 10 anos, o que, na sua avaliação, é disfuncional. "O gasto tributár

Francisco Carlos de Assis, Eduardo Laguna e Marianna Gualter (via Agência Estado)

·
Escrito por Francisco Carlos de Assis, Eduardo Laguna e Marianna Gualter (via Agência Estado)
Publicado em 02.04.2024, 18:02:00 Editado em 02.04.2024, 18:08:40
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, voltou a criticar nesta terça-feira o crescimento do gasto tributário nos últimos anos. De acordo com ele, o gasto tributário triplicou nos últimos 10 anos, o que, na sua avaliação, é disfuncional. "O gasto tributário triplicou nos últimos dez anos e isso é disfuncional", disse Haddad ao participar do 10º Brazil Investment Forum, do Bradesco BBI, realizado nesta terça-feira em São Paulo.

continua após publicidade

E acrescentou: "O caminho é o limite de gastos, revisão de gastos tributários e uma reforma tributária neutra."

O ministro da Fazenda disse ainda que a resolução do déficit público, se for com base apenas em planilhas, se dá em 15 dias. Mas que resolver o déficit público dentro da realidade política e social se exige mais tempo.

continua após publicidade

"Na planilha, eu resolvo em 15 dias o déficit público, mas a realidade política e social exige mais tempo", afirmou.

Ele acrescentou que não faltou respaldo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para as decisões mais difíceis, como a reoneração dos combustíveis, por exemplo. "Agenda fiscal não depende só do Executivo", repetiu Haddad.

Crédito imobiliário

continua após publicidade

O ministro da Fazenda afirmou que a medida para o mercado secundário de títulos imobiliários está madura para ser lançada. Mais cedo, o ministro disse que ela deve sair ainda na semana que vem.

"Estamos criando um mecanismo de equalização", pontuou Haddad.

O ministro defendeu que, com um ambiente econômico mais positivo, taxas de juros mais civilizadas e continuidade na desinflação, será possível, em um processo gradual, continuar a alavancar o crédito imobiliário no Brasil.

continua após publicidade

Haddad reiterou que o crédito imobiliário no Brasil é baixo e argumentou que é muito difícil um país sair da renda média para a alta sem passar por um processo forte na área da construção civil.

O ministro disse que a medida já foi discutida com Banco Central, Caixa Econômica e Banco do Brasil.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Gasto tributário triplicou em 10 anos e isso é disfuncional, diz Haddad"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!