Furnas recorre de liminar que impede empregados de voltarem ao trabalho no RJ - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Furnas recorre de liminar que impede empregados de voltarem ao trabalho no RJ

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Furnas decidiu recorrer da decisão judicial que concedeu liminar na ação civil coletiva para suspensão do retorno das atividades presenciais nas instalações da empresa estado do Rio de Janeiro, previsto inicialmente para esta terça-feira, 11.

Segundo Furnas, a retomada presencial está mantida nas demais áreas da empresa fora do Rio de Janeiro.

A empresa, que é subsidiária da Eletrobras, ressalta que havia previsto a retomada gradual seguindo rígidos protocolos elaborados com base em referências científicas em saúde nos âmbitos nacional e internacional, e que estariam sendo amplamente divulgados aos funcionários.

A primeira onda de retorno ao trabalho presencial exclui o grupo de exposição social (quem convive com genitores idosos e portadores de comorbidades, empregado com cônjuge/companheira gestante e puérpera e com filhos até 12 anos matriculados em creche ou unidade escolar) e também os empregados no grupo de risco à saúde (pessoas com mais de 60 anos, gestantes, portadores doenças autoimunes, transplantados, hipertensos, diabéticos e asmáticos), "privilegiando os empregados que se manifestaram favoráveis a retornar na primeira onda e as atividades com produtividade impactada na pandemia."

Na decisão judicial concedida na sexta-feira pela juíza do Trabalho Titular da 5ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, Monica Rodrigues, impedindo o retorno, foi vedado também o trabalho presencial para empregados que tenham manifestado interesse em retornar aos escritórios da empresa.

Segundo Furnas, desde o início da pandemia a empresa vem adotando uma série de protocolos que mantêm elevados índices de isolamento, "conquistando o melhor desempenho entre as instituições vinculadas ao Ministério de Minas e Energia".

Os protocolos de Furnas consideram medidas antes (higienização de instalações e transporte), durante (acompanhamento e avaliação individual de cada funcionário) e depois da chegada dos funcionários aos escritórios (infraestrutura adaptada) até o retorno para casa (logística de transporte), além de diversos outros recursos, tais como a atividade de auto anamnese por aplicativo de celular.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Furnas recorre de liminar que impede empregados de voltarem ao trabalho no RJ"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.