Economia

Fed pode subir juros antes de meta de pleno emprego, diz Powell

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell afirmou que a entidade pode elevar a taxa básica de juros nos Estados Unidos antes mesmo da meta de pleno emprego ser alcançada. Segundo ele, que falou durante entrevista coletiva que seguiu a decisão monetária desta quarta-feira, uma participação forte da força de trabalho americana pode demorar mais que o normal para ser retomada.

continua após publicidade

"Mesmo com a participação da força de trabalho abaixo da meta de pleno emprego, precisamos agir pois inflação está bem acima de 2% ao ano", ressaltou o banqueiro central.

Apesar desta leitura sobre o emprego nos EUA, Powell disse que há um progresso "muito rápido" em direção ao máximo emprego.

continua após publicidade

Para ele, uma elevação da taxa de juros não deve ocorrer antes do atual prazo para o tapering das compras de bônus, cuja aceleração determinada nesta quarta deixa o seu término previsto para meados de março. Sobre o aumento do ritmo da redução dos estímulos, Powell falou que a decisão ajuda o Fed a ajustar a política conforme a perspectiva econômica exigir.

Ele ainda afirmou que é apropriado reduzir gradualmente as compras de bônus do que abruptamente encerrá-las, sob risco de criar choques no mercado.

Caso a instituição queira subir os juros antes de março, o Fed teria que acelerar o tapering mais uma vez, de acordo com Powell. Ele, porém, não espera que isso ocorra. O dirigente também destacou que o BC ainda não tomou uma decisão sobre quando aumentará a taxa dos Fed funds após o término do tapering.

Powell comentou também sobre os impactos da cepa Ômicron do coronavírus, que segundo eles depende dos efeitos sobre a oferta e demanda. De acordo com ele, há muita incerteza envolvendo a variante e "ninguém saberá com certeza onde estará a economia daqui a um ano".