MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Fed continuará a esperar maior confiança com inflação antes de cortar juros, afirma Powell

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, reiterou nesta quarta-feira, 12, que a autoridade monetária ainda espera obter mais confiança de que a inflação nos EUA caminha à meta antes de decidir cortar juros. Se

André Marinho e Gabriel Bueno da Costa (via Agência Estado)

·
Escrito por André Marinho e Gabriel Bueno da Costa (via Agência Estado)
Publicado em 12.06.2024, 16:46:00 Editado em 12.06.2024, 16:51:03
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, reiterou nesta quarta-feira, 12, que a autoridade monetária ainda espera obter mais confiança de que a inflação nos EUA caminha à meta antes de decidir cortar juros. Segundo Powell, os dados do começo do ano não ajudaram a aumentar essa confiança.

continua após publicidade

Durante coletiva de imprensa, o banqueiro central reforçou que, se a inflação seguir forte, o Fed está preparado para manter juros com o objetivo de contê-la.

De qualquer forma, Powell repetiu que as decisões serão tomadas a cada reunião com base na evolução do cenário.

continua após publicidade

Chance de alta

O presidente do Federal Reserve disse que a autoridade monetária não descarta a possibilidade de ter que voltar a subir juros, mas explicou que esse não é o cenário-base dos dirigentes do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês).

Powell repetiu que as pressões inflacionárias diminuíram ao mesmo tempo em que a economia permanece resiliente nos EUA.

continua após publicidade

Segundo ele, a inflação de bens tem flutuado, enquanto os preços estão elevados no segmento de serviços, exceto habitação.

Powell acrescentou que houve alta inesperado nos preços de importados e ressaltou que o crescimento salarial continuam avançando em um ritmo acima do sustentável.

Para ele, com juros restritivos, a expectativa é de que a atividade eventualmente acabe se enfraquecendo.

continua após publicidade

Dados recentes

O presidente do Federal Reserve afirmou que os dados de inflação divulgados nesta quarta nos Estados Unidos são "bem-vindos", mas ponderou que a autoridade monetária ainda precisa ver mais indicadores favoráveis para decidir que é o momento adequado para cortar juros.

continua após publicidade

Em coletiva de imprensa, Powell também comentou as projeções indicadas no gráfico de pontos, divulgado junto com a decisão de política monetária. Segundo ele, o instrumento não pode ser encarado como um "plano" ou uma "decisão antecipada".

Para o banqueiro central, os números referentes ao final do ano sugerem números de inflação "bons, não ótimos".

Mercado de trabalho

O presidente do Federal Reserve admitiu que o ritmo de geração de empregos nos Estados Unidos, indicado pelo relatório payroll de maio, veio excessivamente elevado.

Para ele, o quadro geral de mercado de trabalho ainda é forte, mas ainda há sinais de desaceleração.

Em coletiva de imprensa, Powell explicou que há desaceleração gradual no emprego dos EUA.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Fed continuará a esperar maior confiança com inflação antes de cortar juros, afirma Powell"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!