Mais lidas

    Economia

    Economia

    Faturamento real da indústria sobe 2,2% em outubro ante setembro, diz CNI

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 07.12.2020, 14:23:00 Editado em 07.12.2020, 14:27:07
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O faturamento real da indústria (descontada a inflação) cresceu 2,2% em outubro ante setembro, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O porcentual já leva em conta ajustes sazonais. Foi o sexto mês consecutivo de crescimento. Após a forte baixa no início da pandemia do novo coronavírus, o faturamento da indústria acumula alta de 49% de abril a outubro.

    O dado faz parte da série de Indicadores Industriais da CNI, divulgada nesta segunda-feira, 7. Na comparação entre outubro de 2020 e o mesmo mês de 2019, o faturamento real da indústria subiu 7,0%. No período de janeiro a outubro deste ano, ante o mesmo intervalo do ano passado, porém, a baixa acumulada é de 1,0%.

    A CNI informou ainda que as horas trabalhadas na produção subiram 1,7% em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal, e avançaram 1,2% em relação a outubro do ano passado.

    "Com o resultado, a quantidade de horas trabalhadas superou, pela primeira vez, o montante mensal apurado no início do ano", registrou a confederação no documento divulgado. Sob os efeitos da pandemia, no entanto, as horas trabalhadas acumulam baixa de 6,1% de janeiro a outubro deste ano, ante o mesmo período do ano passado.

    Emprego

    O nível de emprego na indústria segue como um dos pontos de atenção. A CNI lembrou, no documento, que o indicador ainda não voltou ao nível pré-pandemia.

    Em outubro, o índice de emprego subiu apenas 0,3% ante setembro, na série com ajustes sazonais. Houve baixa de 0,8% em relação a outubro do ano passado. No acumulado de 2020, o emprego industrial recuou 2,4%.

    No caso dos salários de profissionais da indústria, conforme a CNI, os resultados ainda têm sido influenciados pelos acordos de suspensão ou redução de ganhos e jornadas. A massa salarial real (descontada a inflação pelo INPC) ficou estável em outubro ante setembro, na série com ajuste sazonal. Em relação a outubro do ano passado, houve baixa de 3,5%. De janeiro a outubro de 2020, a massa salarial recuou 5,8%.

    Já o rendimento médio real do trabalhador da indústria caiu 0,2% em outubro ante setembro, em dados dessazonalizados, e recuou 2,8% em outubro ante o mesmo mês do ano passado. De janeiro a outubro, a baixa acumulada é de 3,6%.

    Capacidade Instalada

    A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) da indústria superou os 80% em outubro, conforme os dados da CNI. De setembro para outubro, o indicador passou de 79,4% para 80,3% na série dessazonalizada.

    "Esse é o maior porcentual registrado em 2020 e se encontra 2,5 pontos percentuais acima do apurado em outubro de 2019", registrou a CNI.

    No entanto, em função da pandemia do novo coronavírus, a UCI média do ano (janeiro a outubro) "é 2 pontos porcentuais inferior à média do mesmo período de 2019", registrou a confederação.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Faturamento real da indústria sobe 2,2% em outubro ante setembro, diz CNI"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.