Economia

Faturamento na indústria cai 0,3% em dezembro e sobe 3,8% em 2021, diz CNI

Da Redação ·

A indústria brasileira registrou alta no faturamento e emprego em 2021. O aumento, o entanto, reflete uma base de comparação baixa, já que, em 2020, o setor foi fortemente atingido pela pandemia do coronavírus. De acordo com os Indicadores Industriais divulgados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira, 4, o faturamento real do setor aumentou 3,8% no ano passado, já com ajustes.

continua após publicidade

Já a utilização da capacidade instalada ficou em 79,6% em dezembro, dado já dessazonalizado, 0,6 ponto porcentual abaixo do registrado no fim do ano anterior.

O emprego subiu 4,1%, enquanto a massa salarial avançou apenas 0,7%.

continua após publicidade

Já o rendimento médio recuou 3,2% no período.

As horas trabalhadas subiram 9,4% no ano passado, sobre um 2020 em que houve fechamento de fábricas em períodos de lockdown.

"Apesar do avanço verificado na comparação anual, há desaceleração no ritmo de crescimento do emprego, tendência de queda do faturamento e da utilização da capacidade instalada no segundo semestre de 2021", pondera a entidade.

continua após publicidade

Dezembro

No último mês do ano, o faturamento das fábricas brasileiras caiu 0,3% ante novembro, já considerando os efeitos sazonais entre os dois meses. Na comparação com dezembro de 2020, porém, houve queda de 7,5%.

Já o emprego na indústria ficou estável (0,0%) em dezembro ante novembro. Aumentou 3,6%, na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

continua após publicidade

Apesar da queda no faturamento, as horas trabalhadas nas fábricas aumentaram 3,3% em relação a novembro, considerando o ajuste sazonal.

A massa salarial real na indústria recuou 1,2% em relação a novembro e o mesmo porcentual na comparação com novembro de 2020.

Já o rendimento médio real no setor teve queda de 1,4% no mês e 4,7% no comparativo anual.