MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Expelir criptomoedas do mundo financeiro não é melhor coisa a se fazer, diz Campos Neto

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, avaliou nesta terça-feira, 5, que simplesmente evitar que as criptomoedas façam parte do sistema financeiro não é a melhor saída por parte dos reguladores e supervisores em todo o mundo. "O que o Banco C

Célia Froufe e Eduardo Laguna (via Agência Estado)

·
Escrito por Célia Froufe e Eduardo Laguna (via Agência Estado)
Publicado em 05.12.2023, 14:20:00 Editado em 05.12.2023, 20:07:13
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, avaliou nesta terça-feira, 5, que simplesmente evitar que as criptomoedas façam parte do sistema financeiro não é a melhor saída por parte dos reguladores e supervisores em todo o mundo. "O que o Banco Central (do Brasil) talvez seja um pouco diferente de alguns outros bancos é que entendemos que expelir o mundo de criptomoedas e de stabelcoins do mundo financeiro talvez não seja a melhor coisa a fazer", defendeu durante evento "Digitalização da Economia: agenda de inovação do Banco Central do Brasil", organizado pela Casa Jota. Melhor do que proibir a existência desses novos ativos é, de acordo com ele, é tentar entender como esse mercado funciona e levá-lo para perto do mundo financeiro. "A nossa CBDC (sigla em inglês para moeda digital do banco central) é uma forma de fazer isso, de tentar trazer tudo para perto", disse. "Acho que, quanto mais perto estiver, mais você vai conseguir regular, entender, e menos surpresas você vai ter", continuou. Para Campos Neto, se há um setor com grande capacidade de compra, que foi expelido e não foi regulado, haverá impacto sobre segmentos que estão regulados porque os fluxos financeiros se comunicam. "Este é um mercado que cresceu muito rápido e cometeu alguns pecados, que, no mundo financeiro, a gente já superou", comparou.

continua após publicidade
Aprimoramento tecnológico

O presidente do Banco Central afirmou ainda que o aprimoramento tecnológico de transações financeiras entre os países é algo que a instituição quer levar para as discussões do grupo das 20 maiores economias do mundo (G20). "Este é um tema que a gente quer abraçar muito no G20", disse. O G20 passou a ser presidido pelo Brasil no último dia 1º de dezembro e terá sua primeira reunião financeira - em nível de diretoria de BCs e secretários de ministérios de finanças - já em dezembro, em Brasília. A reunião financeira ministerial está marcada para fevereiro, em São Paulo. Ainda sobre esse assunto, Campos Neto voltou a dizer que, com os avanços tecnológicos e de moedas digitais de bancos centrais, as discussões em termos de moedas únicas "perdem muito a importância", já que haverá transações de várias moedas em tempo real com custo muito baixo.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Expelir criptomoedas do mundo financeiro não é melhor coisa a se fazer, diz Campos Neto"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!