Economia

Expectativa de Fed ainda mais agressivo após CPI leva Ibovespa à queda

Maria Regina Silva (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O tão esperado CPI mostrou que a inflação nos Estados Unidos em junho veio alta e acima das expectativas, reforçando a ideia de que Federal Reserve (Fed, o banco central do país) terá de ser ainda mais duro no combate aos preços. As bolsas caem nesta quarta-feira, 13, na Europa e em Nova York, com o Ibovespa pegando carona. Porém, segue no foco a possibilidade de volatilidade, dado o vencimento de opções sobre o índice. Na terça-feira, 12, fechou com alta de 0,06%, aos 98.271,21 pontos.

continua após publicidade

O recuo por aqui é menos intenso, refletindo em alguma medida a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Benefícios em primeiro turno ontem e sinais de continuidade da retomada gradual da economia interna.

"A aprovação da PEC dos Benefícios em primeiro turno ontem tira um risco relevante de curto prazo. O custo ficará em torno de R$ 40 bilhões, e não mais do que isto, de forma a não deteriorar tanto as expectativas neste momento", avalia Flávio Aragão, sócio da 051 Capital, ponderando, contudo, que o quadro fiscal à frente segue preocupante.

continua após publicidade

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), espera retomar hoje, no plenário a votação da PEC que concede uma série de benefícios sociais às vésperas da eleição. Na terça, após a aprovação em primeiro turno, Lira alegou problemas na conexão da internet e suspendeu a sessão.

De todo modo, prevalece a cautela dos investidores após o CPI mais forte do que esperado nos Estados Unidos. O entendimento é de que o Fed terá de ser mais agressivo para conter a escalada inflacionária e, consequentemente isso poderá levar a uma recessão.

"Com o payroll dado de emprego de junho, que saiu semana passada e veio forte, era impossível o CPI vir mais fraco. Com esta confirmação, claro que se o Fed não tomar uma decisão dura, a situação pode ficar ainda mais complicada", avalia o estrategista-chefe do Grupo Laatus, Jefferson Laatus, acrescentando ainda que não descarta um aperto maior do que 0,75 ponto porcentual no próximo encontro de política monetária do Fed, este mês, de um ponto. "Se quiser colocar a inflação em ordem, terá de elevar juros e, com isso, levar a uma recessão."

continua após publicidade

No Brasil, o IBGE revelou dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), que mostrou leve alta tanto no conceito restrito quanto no ampliado em maio ante abril. Os números vieram mais fracos do que o esperado pelo mercado, mas ainda reforçam retomada gradual da atividade interna. Neste sentido e à espera do início da temporada de balanços do segundo trimestre em breve, algumas ações ligadas a consumo sobem.

Nas commodities, após subir, o petróleo virou, o que leva a recuo das ações do setor, com Petrobras cedendo em torno de 0,40%. Nem mesmo o crescimento maior que o previsto das exportações chinesas em junho anima. O resultado indica que a China pode estar superando os impactos da pandemia de covid-19. Papéis coligados ao segmento metálico caem no Ibovespa, com Vale recuando quase 0,70%.

Às 11h13 desta quarta, o Ibovespa cedia 0,63%, aos 97.650,42 pontos, depois de cair 0,88%, na mínima intradia aos 97.402,99 pontos. Na máxima, marcou 98.258,38 pontos (-0,02%).