Economia

Emprego melhorou em ritmo modesto a moderado, com demanda forte, diz Fed em Livro Bege

Da Redação ·

O emprego nos Estados Unidos avançou de ritmo "modesto a moderado", com demanda forte disseminada por trabalhadores e relatos de dificuldades de achar pessoal, afirma o Livro Bege, sumário de opiniões que embasa as decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), publicado nesta quarta-feira, 2. Em alguns distritos, há relatos de sinais de melhora na oferta de trabalhadores, segundo o documento.

continua após publicidade

"Muitas empresas tiveram dificuldade de manter seus níveis de pessoal devido à alta rotatividade", diz o Livro Bege. O desafio foi "exacerbado" pelos problemas causados pela covid-19 em janeiro, em meio à onda de casos da Ômicron no país, "embora trabalhadores e empresas tenham se recuperado mais rápido que em ondas anteriores".

As empresas continuaram a aumentar os pagamentos ao pessoal e a introduzir flexibilidade para os funcionários, a fim de atrair trabalhadores, especialmente em posições com salários mais baixos, reporta o Livro Bege, "com sucesso misto" na empreitada. Houve ainda relatos entre os contatos de que há expectativa de que o mercado de trabalho siga "apertado", com consequente "crescimento forte nos salários continuando". Alguns distritos, porém, reportam sinais de que o crescimento dos salários da sinais de moderação, segundo o documento.