Economia

Em busca de eleitorado feminino, Bolsonaro lança programas voltados às mulheres

Da Redação ·

O presidente Jair Bolsonaro (PL) lançará amanhã, 8, Dia Internacional da Mulher, três programas voltados ao público feminino, parcela do eleitorado em que o chefe do Executivo enfrenta grande rejeição na tentativa de reeleição em 2022.

continua após publicidade

O lançamento será feito em cerimônia oficial no Palácio do Planalto, às 10 horas desta terça-feira, com a presença de Bolsonaro e de ministros como Paulo Guedes (Economia), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e João Roma (Cidadania).

De acordo com o governo, na solenidade haverá assinatura de decretos para a criação de três iniciativas: a Estratégia Nacional de Empreendedorismo Feminino - Brasil para ELAS, o Comitê de Empreendedorismo Feminino e o programa Mães do Brasil.

continua após publicidade

Os dois primeiros têm o objetivo de criar um plano de desenvolvimento e estímulo ao empreendedorismo feminino no País com aumento da oferta de crédito. A iniciativa, concebida em parceria com a Caixa, foi antecipada pelo

Broadcast. Já o Mães do Brasil visa articular políticas públicas para a proteção de mulheres da gestação à maternidade. Mais detalhes devem ser informados apenas amanhã.

O comitê de apoio à pré-campanha de Bolsonaro vinha alertando o presidente de que seria preciso ampliar a interlocução do presidente com as mulheres em ano eleitoral. Além de iniciativas como programas sociais, a escolha de uma figura feminina para a vice de Bolsonaro em 2022 é vista como crucial pelos caciques do comitê, como o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil).

A favorita para assumir o posto, com as bênçãos do Centrão, é a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, mas a escolha ainda esbarra na preferência de Bolsonaro por um nome militar, de preferência o ministro da Defesa, Walter Braga Netto.