Mais lidas

    Economia

    Economia

    Dólar sobe com cautela em NY e sobre fatores locais

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 29.03.2021, 09:47:00 Editado em 29.03.2021, 09:52:33
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O dólar se mantém em alta no mercado doméstico, após subir 1,25% na sexta-feira, 26, e acumular ganho de 4,67%4 na última semana. O ajuste para cima reflete um dólar forte ante divisas emergentes e ligadas a commodities no exterior e fatores locais. A queda dos juros dos Treasuries ajuda apoiar a valorização da divisa dos EUA em meio a temores de quebra de bancos, que minam os futuros de Nova York.

    Entre os temores estão o desconforto com a crise sanitária causada pela covid-19 e a demora do governo federal em adotar medidas de combate à pandemia, aumento da pressão pela demissão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, por sua má gestão diplomática, sobretudo em relação à pandemia, e a cautela com a questão fiscal, após aprovação do Orçamento de 2021 com manobras contábeis, que podem extrapolar o teto de gastos, afirmam operadores do mercado.

    A Instituição Fiscal Independente (IFI) calcula que o teto de gastos permitiria despesa discricionária no Orçamento de até R$ 107,2 bi em 2021, mas está em R$ 139,1 bilhões.

    Às 9h40 desta segunda-feira, 29, o dólar à vista subia 0,65%, a R$ 5,7790. O dólar futuro de abril ganhava 0,34%, a R$ 5,7785.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Dólar sobe com cautela em NY e sobre fatores locais"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.