Economia

Dólar recua com apetite por risco no exterior e combustíveis no radar

Da Redação ·

O dólar segue em queda no mercado local nesta quarta-feira, precificando o apetite por ativos de risco no exterior que enfraquece a moeda americana e os preços do petróleo. A commodity recuava em torno de 2% por volta das 9h15 em meio aos esforços de países produtores para elevar a oferta com objetivo de se contrapor ao choque causado pela ofensiva militar russa na Ucrânia. Há ainda a possibilidade de elevação das exportações da Venezuela, que soltou prisioneiros americanos em um gesto de reaproximação com os Estados Unidos.

continua após publicidade

Mais cedo, o ganho do petróleo foi maior, de cerca de 3%, mas desacelera um pouco após o Reino Unido anunciar, nesta quarta-feira, o embargo a exportações de tecnologias e bens ligados a aviação e exploração espacial para a Rússia, em mais um conjunto de sanções pela ofensiva militar de Moscou na Ucrânia. O Reino Unido também definiu novos poderes para apreender aeronaves russas em território britânico e fixou como "ofensa criminal" sobrevoar o espaço aéreo com aviões da Rússia.

Além da melhora lá fora, os mercados locais operam na expectativa pelo anúncio de medidas para frear a alta dos combustíveis no País. Na pauta do Senado hoje à tarde (16h), estão as discussões de dois projetos sobre o tema. Um deles determina uma alíquota unificada e em valor fixo para o ICMS sobre combustíveis, enquanto o outro cria uma conta para financiar a estabilização de preços. E o ministro da Economia, Paulo Guedes, negou nesta terça que a possibilidade de congelar preços de combustíveis. "Não tem congelamento. Esquece esse troço", disse.

continua após publicidade

Antes do texto ser debatido no Senado, o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), reúne-se com Guedes e o relator do pacote de combustíveis no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN) nesta manhã. E o presidente Jair Bolsonaro convocou para hoje uma reunião com pesos pesados da Esplanada para discutir o assunto (11h).

Nesse contexto, a Receita Federal zerou as alíquotas da contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Servidor Público (PIS/Pasep) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a importação e a receita de comercialização de gás liquefeito de petróleo (GLP). Pelo despacho, publicado no Diário Oficial da União (DOU), a iniciativa vale para botijões de até 13 quilogramas (kg) e destinado ao uso domestico, mais conhecido como gás de cozinha.

Além disso, o mercado olha a produção industrial de janeiro, o primeiro dado de atividade deste ano, mas fica em segundo plano. A produção industrial caiu 2,4% em janeiro de 2022 ante dezembro de 2021, na série com ajuste sazonal, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

continua após publicidade

O resultado veio próximo do piso das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam desde uma queda de 2,7% a alta de 1,1%, com mediana negativa de 1,8%. Em relação a janeiro de 2021, a produção caiu 7,2%, pior que a mediana negativa de 6,0% projetada pelo mercado. Em 12 meses, a produção acumula alta de 3,1%.

Às 9h26 desta quarta-feira, o dólar à vista caía 0,48%, a R$ 5,0288. O dólar para abril cedia 0,61%, a R$ 5,0620.