Economia

Dólar recua com ajustes pré-CPI dos EUA, dados europeus e China no radar

Silvana Rocha (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O dólar opera em baixa no mercado local nesta quarta-feira, 13, acompanhando a tendência global da moeda americana nesta manhã, após recuperação leve de euro e libra com dados de produção industrial em maio no Reino Unido e zona do euro melhores que o esperado e também um aumento de exportações chinesas e promessa de novos estímulos pelo governo de Pequim.

continua após publicidade

Os investidores ajustam ainda posições, antes do índice de inflação ao consumidor (CPI) dos EUA de junho, que deve nortear os mercados durante o dia. As medianas do mercado para o CPI americano, que será divulgado às 9h30, indicam alta de 1,1% nos preços em junho, com 8,8% em 12 meses.

Os retornos dos Treasuries oscilam sem direção única, mas mantêm a inversão das taxas de dois e dez anos, o que para alguns analistas do mercado é prenúncio de recessão à frente nos EUA.

continua após publicidade

No Brasil, as vendas do comércio varejista subiram 0,1% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, informou mais cedo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio menor do que a mediana positiva de 0,9% das estimativas na pesquisa Projeções Broadcast (intervalo de queda de 0,8% a alta de 1,7%). Na comparação com maio de 2021, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram baixa de 0,2% em maio, ante mediana positiva de 2,3% esperada pelo mercado. As vendas do varejo restrito acumularam crescimento 1,8% no ano, que tem como base de comparação o mesmo período do ano anterior. Em 12 meses, houve recuo de 0,4%%.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas subiram 0,2% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal. O resultado ficou colado ao piso das expectativas, de 0,1% (teto de 3,8% e mediana de 1,7%). Na comparação com maio de 2021, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 0,7% em maio de 2022, ficando igual ao piso das projeções. O teto indicava alta de 4,7%, com mediana positiva de 2,5%. As vendas do comércio varejista ampliado acumularam alta de 1,0% no ano e aumento de 0,3% em 12 meses.

Às 9h29 desta quarta, o dólar à vista recuava 0,46%, a R$ 5,4148. O dólar agosto caía 0,45%, a R$ 5,4460.