MAIS LIDAS
VER TODOS

Economia

Dólar recua 0,07%, a R$ 5,2002, e encerra semana praticamente estável

Em pregão de liquidez reduzida e com algumas trocas de sinal, o dólar encerrou a sessão desta sexta-feira, 3, em baixa de 0,07%, cotado a R$ 5,2002, após correr menos de cinco centavos entre mínima (R$ 5,1848) e máxima R$ (5,2304). Assim, a moeda termina

Antonio Perez (via Agência Estado)

·
Escrito por Antonio Perez (via Agência Estado)
Publicado em 03.03.2023, 18:48:00 Editado em 03.03.2023, 18:55:43
Imagen google News
Siga o TNOnline no Google News
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.
Continua após publicidade

Em pregão de liquidez reduzida e com algumas trocas de sinal, o dólar encerrou a sessão desta sexta-feira, 3, em baixa de 0,07%, cotado a R$ 5,2002, após correr menos de cinco centavos entre mínima (R$ 5,1848) e máxima R$ (5,2304). Assim, a moeda termina a semana praticamente estável (+0,03%).

continua após publicidade

Segundo analistas, a cautela em torno dos desdobramentos das críticas do presidente Lula ao Banco Central, reforçadas ontem após a divulgação do PIB do quarto trimestre, impediu que o real se beneficiasse de forma mais abrangente da rodada de enfraquecimento do dólar no exterior. O dia foi de apetite ao risco lá fora com dados fortes do setor de serviços na China e indicadores bons de atividade nos EUA e Europa.

Termômetro do comportamento do dólar frente a uma cesta de seis divisas fortes, o índice DXY operou em queda firme, abaixo da linha dos 105,000 pontos. A moeda americana caiu em relação à maioria de divisas emergentes e de países exportadores de commodities, com perdas fortes ante pares do real como peso chileno e mexicano.

continua após publicidade

Segundo o head de câmbio da Trace Finance, Evandro Caciano, a formação da taxa de câmbio hoje esteve em "um cabo de guerra" entre a tendência externa de baixa da moeda americana e o quadro político doméstico conturbado. "A questão política prejudica a nossa moeda. Tivemos dados chineses muito melhores, o que é muito favorável para o real, mas ainda há muita preocupação com a pressão do governo sobre o Banco Central", afirma Caciano, ressaltando que os agentes ainda estão digerindo o significado da forte saída de recursos da bolsa brasileira em fevereiro.

O economista-chefe da JF Trust, Eduardo Velho, diz que o comportamento do dólar no exterior hoje parece sinalizar que investidores já teriam incorporaram aos preços a 'repreficação' da curva de juros americana, com a expectativa de que o Federal Reserve eleve a taxa básica de juros para mais de 5,5%. Já as divisas emergentes têm sem beneficiado da perspectiva de preços de commodities mais elevados, dada à sequência de indicadores positivos da economia chinesa.

"A China está ajudando bastante o real. A taxa de câmbio que está até certo ponto resistindo a esse ambiente pior com essa pressão política sobre o Banco Central, que se reflete mais na curva de juros", afirma Velho.

continua após publicidade

Ontem à noite, em entrevista a BandNews FM, o presidente Lula, sob impacto da desaceleração do PIB, voltou a atacar a gestão da política monetária. "Qual é a explicação de ter juros a 13,75% ao ano em um país em que a economia não está crescendo?", questionou.

Ao se referir ao presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, Lula disse que é "um cidadão que não foi eleito para nada" e que "acha que tem o poder de decidir as coisas" e ajudar o país. "Não, você não tem que pensar como ajudar o Brasil, tem que pensar como reduzir a taxa de juros", disse. "Ele tem que estar preocupado com inflação, emprego e crescimento da economia".

"Se o BC tomar uma decisão prematura de reduzir ou sinalizar que vai reduzir as taxa de juros em breve no Copom deste mês, o ambiente para ativos domésticos pode piorar, com curva longa subindo, porque as expectativas de inflação não estão recuando", afirma Velho, da JF Trust.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Icone FaceBook
Icone Whattsapp
Icone Linkedin
Icone Twitter

Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Dólar recua 0,07%, a R$ 5,2002, e encerra semana praticamente estável"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.
    Compartilhe! x

    Inscreva-se na nossa newsletter

    Notícia em primeira mão no início do dia, inscreva-se agora!