Economia

Dólar cai com exterior em meio a PIB do Brasil e ADP dos EUA abaixo do esperado

Silvana Rocha (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O dólar opera em baixa nesta quinta-feira, alinhado à tendência no exterior, após hesitar nos primeiros negócios em meio a sinais divergentes das commodities no exterior, com petróleo em queda e minério de ferro em alta nesta quinta-feira.

continua após publicidade

Os investidores digerem agora o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro do primeiro trimestre, que subiu 1,0% ante quarto trimestre de 2021, abaixo da mediana (de 1,2%) das projeções do mercado, cujo intervalo ia de 0,6% a 1,8%.

Segundo o Projeções Broadcast, o crescimento do primeiro trimestre deixa carrego positivo de 1,5% para 2022.

continua após publicidade

Na comparação interanual, o PIB do primeiro trimestre avançou 1,7% ante o primeiro trimestre de 2021, abaixo da mediana (de 2,1%) das estimativas (de 0,2% a 2,7%).

Nos Estados Unidos, o setor privado criou 128 mil empregos em maio, segundo a ADP, bem abaixo da previsão de abertura de 299 mil vagas.

Além disso, há pouco, os contratos futuros de petróleo reduziram perdas, após a Reuters informar, com base em fontes, que os membros Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) devem acelerar o ritmo de aumento da produção da commodity em julho, a 600 mil barris por dia (bpd), de 432 mil bpd atualmente. O cartel decidirá a oferta em reunião ministerial ainda nesta quinta-feira.

Às 9h45, o dólar à vista caía 0,61%, na mínima de R$ 4,7748. O dólar para julho recuava 0,86%, a R$ 4,8135.