Economia

Dívida pública federal sobe 2,51% em junho e fecha em R$ 5,845 tri, diz Tesouro

Lorenna Rodrigues e Antônio Temóteo (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O estoque da dívida pública federal (DPF) subiu 2,51% em junho, quando atingiu R$ 5,845 trilhões. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 27, pelo Tesouro Nacional. Em maio, o estoque estava em R$ 5,702 trilhões.

continua após publicidade

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 75,98 bilhões no mês passado, quando houve emissão líquida de R$ 67,33 bilhões. A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) subiu 2,18% e fechou o mês em R$ 5,595 trilhões.

Já a Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 10,56% menor, somando R$ 250,17 bilhões no mês passado.

continua após publicidade

Parcela da DPF prefixada

A parcela de títulos prefixados na Dívida Pública Federal passou de 27,21% em maio para 27,23% em junho. Já os papéis atrelados à Selic reduziram a fatia, de 36,8% para 36,69%. Os títulos remunerados pela inflação caíram para 31,55% do estoque da DPF em junho, ante 31,80% em maio. Os papéis cambiais aumentaram a participação na DPF de 4,18% em maio para 4,53% em junho.

12 meses

continua após publicidade

A parcela da DPF a vencer em 12 meses caiu de 23,4% em maio para 23,1% em junho, segundo o Tesouro Nacional. O prazo médio da dívida diminuiu de 3,95 anos em maio para 3,88 anos em junho. O custo médio acumulado em 12 meses da DPF passou de 9,86% ao ano em maio para 10,90% ao ano em junho.

Participações

A fatia dos investidores estrangeiros na dívida pública caiu em junho em relação a maio. De acordo com dados agora divulgados pelo Tesouro Nacional, a participação dos investidores no Brasil no estoque da Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) passou de 9,1% para 8,9% em junho, somando R$ 499,32 bilhões. Em maio, o estoque estava em R$ 497,68 bilhões.

continua após publicidade

A categoria das instituições financeiras, por outro lado, teve alta na participação do estoque da DPMFi de 29,61% em maio para 30,14% em junho. Os fundos de investimentos aumentaram levemente a fatia de 23,19% para 23,60%. Já a participação das seguradores passou de 3,99% para 3,94%.

Colchão de liquidez

O colchão de liquidez da dívida pública apresentou aumento nominal de 10,23%, passando de R$ 1,108 trilhão em maio, para R$ 1,221 trilhão em junho. Em relação a junho do ano passado, houve aumento, em termos nominais, de 4,66%.