Economia

Distritos relatam crescimento, mas alguns notam desaceleração recente, diz Fed

Ilana Cardial e Letícia Simionato (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os doze distritos do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) tiveram crescimento econômico contínuo desde a publicação anterior do Livro Bege, mostra a versão mais recente do documento publicada nesta quarta-feira, 1º de junho. No entanto, quatro deles notaram explicitamente que o ritmo do crescimento diminuiu desde o período anterior, enquanto outros quatro indicaram crescimento moderado e o restante, leve ou modesto.

continua após publicidade

Sumário de opiniões que embasam as decisões monetárias do Fed, o Livro Bege registra que oito distritos relataram expectativas menores de crescimento econômico entre seus contatos, enquanto em outros três foram expressas preocupações explícitas com a possibilidade de recessão.

O ciclo de alta de juros, inflação elevada, a invasão russa à Ucrânia e os impactos da mais recente onda de casos da covid-19 estão entre as preocupações principais sobre os planos de famílias e negócios.

continua após publicidade

Dos contatos consultados, a maioria citou o mercado de trabalho e gargalos de oferta. Entre varejistas, foi notado o impacto da alta de preços sobre a demanda dos consumidores, enquanto o setor de imóveis residenciais observou fraqueza, com compradores enfrentaram preços altos e taxas de juros crescentes.

Na indústria, porém, a maioria dos distritos relatou crescimento contínuo.