Economia

Dirigentes do Fed concordaram que riscos de inflação foram inclinados para cima

Matheus Andrade, Ilana Cardial, Letícia Simionato, Gabriel Caldeira e Francine De Lorenzo (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) concordaram que os riscos inflacionários se inclinaram para cima, segundo a ata da última reunião de política monetária da instituição, divulgada no período da tarde desta quarta-feira, 25.

continua após publicidade

Eles citaram riscos associados a gargalos de fornecimento contínuos e preços crescentes de energia e commodities - ambos exacerbados pela invasão russa da Ucrânia e bloqueios relacionados à covid-19 na China.

Além disso, foram mencionados os riscos derivados do crescimento nominal dos salários.

continua após publicidade

"Os dirigentes concordaram que as perspectivas econômicas eram altamente incertas e que as decisões de política monetária deveriam ser dependentes de dados e focadas em retornar a inflação para a meta de 2%, mantendo as condições do mercado de trabalho fortes", diz o documento.

Alguns dirigentes ainda enfatizaram que a inflação persistentemente alta aumentava o risco de que as expectativas de inflação de longo prazo fiquem desancoradas, dificultando a tarefa de trazer a inflação de voltar à meta de 2%.