Economia

Dirigente do Fed diz que postura atual sobre juros não é adequada e precisa mudar

Da Redação ·

Presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Chicago, Charles Evans, disse nesta quarta-feira, 2, considerar que a atual postura do BC dos Estados Unidos "não está adequada". "Precisamos fazer mais. Precisamos continuar nos movendo", afirmou em sessão de perguntas e respostas, organizada pelo Rotary Club.

continua após publicidade

"As coisas mudam muito rápido", observou o dirigente. "Não queremos pressionar negócios, mas temos uma alta inflação e precisamos fazer ajustes agora".

De acordo com Evans, a inflação nos Estados Unidos deve ter algum alívio em 2023, mas alcançar a meta de 2% ao ano do Federal Reserve somente em 2024.

continua após publicidade

No evento organizado pela Rotary, Evans respondeu a perguntas do público. Questionado sobre sua expectativa para trajetória da inflação, o dirigente disse esperar que "vários preços caiam ou, ao menos, se mantenham no mesmo nível" deste momento. "Há um ciclo natural da inflação. Está demorando mais do que eu esperava", observou.

Mercado de trabalho

Em relação ao mercado de trabalho, o dirigente, que não tem poder de voto nas decisões monetárias este ano, avaliou que a situação "melhorou bastante", mas pontuou que ainda há escassez de mão de obra. "É difícil", disse.

continua após publicidade

Ação conjunta

Questionado sobre atuação com os principais bancos centrais do mundo, Evans disse que há "um tremendo compartilhamento" de informações e visões com o Banco Central Europeu (BCE), mas não uma ação conjunta.

"Não há uma coordenação a não ser em situações extremas, como na crise financeira de 2008, quando sete ou oito bancos centrais concordaram em tomar uma atitude conjunta, alinhados", afirmou o dirigente no evento organizado pelo Rotary Club.