Economia

Diretor do Fed espera próximos meses para ver se inflação é, de fato, transitória

Da Redação ·

O diretor do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) Christopher Waller afirmou que os próximos meses serão cruciais para que a entidade monetária observe se a forte inflação nos Estados Unidos é, de fato, transitória, como a maioria dos dirigentes do Fed e analistas estimam. Caso a alta nos preços provoque aumento das expectativas inflacionárias e, desta forma, se torne permanente, o Fed deve agir de forma "muito" mais agressiva e antes do que esperava, segundo Waller, que participou de evento organizado pelo Fórum Oficial das Instituições Monetárias e Financeiras (Omfif, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

continua após publicidade

Apesar de preocupado com a trajetória dos preços, Waller disse que ainda espera uma moderação no nível de inflação em 2022 em direção à meta de 2% ao ano do Fed.

Para o mercado de trabalho, o diretor prevê que haverá mais busca por empregos nos próximos meses, à medida que a pandemia de covid-19 nos EUA abranda.

continua após publicidade

Quanto à estabilidade financeiro no país, Waller afirmou que o Fed não vê no momento sinais de bolhas alimentadas pela oferta de crédito no sistema.

Segundo ele, mesmo o mercado imobiliário, que registrou forte aumento nos preços recentemente, representa um risco, uma vez que a alta se dá por "fundamentos identificáveis".