Economia

Corte na gasolina deve retirar de 0,20 a 0,25pp do IPCA/22, avalia Banco Alfa

Guilherme Bianchini (via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O corte de R$ 0,20 no preço da gasolina nas refinarias, anunciado nesta terça, 19, pela Petrobras, deve retirar entre 0,20 e 0,25 ponto porcentual da inflação em 2022, estima o economista-chefe do Banco Alfa, Luís Otávio de Souza Leal. Os efeitos no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) devem ocorrer em julho e, majoritariamente, em agosto.

continua após publicidade

A projeção de Leal é de deflação entre 0,60% e 0,70% neste mês e de variação próxima de zero no próximo. Para o resultado do IPCA em 2022, a expectativa de 7,30% ainda não foi revisada.

Em relação ao efeito total da redução no preço final da gasolina ao consumidor, o economista afirma que a sequência de alterações no preço em um curto espaço de tempo dificulta o cálculo.

continua após publicidade

"É tanto impacto junto nos combustíveis que fica difícil mensurar o que vai ficar no fim das contas. Quando a expectativa é de redução de R$ 0,10, cada centavo faz diferença, e o posto pode ser cobrado por isso. Mas quando são quase R$ 2,00 na soma dos ajustes, os centavos acabam perdidos no caminho", explica.