Economia

Conab: 10ª estimativa para safra 2021/22 indica produção recorde de 272,5 mi de t

(via Agência Estado) ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

A produção brasileira de grãos deverá atingir 272,5 milhões de toneladas no ciclo 2021/22, o que corresponde a um aumento de 6,7% em comparação com o período anterior, ou 17 milhões de t a mais. Isso é o que mostra 10º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta quinta-feira, 7.

continua após publicidade

"A atual safra, embora tenha passado por adversidades climáticas em algumas regiões produtoras, principalmente nos Estados da Região Sul, é a maior já produzida. Comparativamente à estimativa anterior, observa-se acréscimo de 0,4%, ou 1,22 milhão de toneladas, decorrente de ganhos no milho e no trigo", disse a estatal no boletim.

Para área é esperado um aumento de 4 milhões de hectares (5,8%), para 73,8 milhões de hectares. Os maiores incrementos são observados no milho, 8,6% ou 1,7 milhão de hectares, na soja, 4,5% ou 1,8 milhão de hectares e no trigo, 6,6% ou 182,1 mil hectares.

continua após publicidade

Segundo a Conab, com cerca de 60% do milho 2ª safra em maturação e 28% colhido, a produção total do cereal está estimada em 115,6 milhões de toneladas, volume 32,8% superior ao ciclo passado. Apenas na 2ª safra da cultura o aumento chega a 45,6% da produção, atingindo perto de 88,4 milhões de toneladas. "Caso confirmado o resultado, esta será a maior produção de milho 2ª safra registrada em toda a série histórica. No entanto, é preciso ressaltar que, mesmo com estágio avançado da cultura, cerca de 19% das lavouras de 2ª safra de milho ainda se encontram sob influência do clima", comenta a Conab.

Impulsionado pelo crescimento do milho, o sorgo é outro grão que tende a registrar recorde na produção com colheita estimada pela estatal em mais de 3 milhões de toneladas. O produto é utilizado na preparação de ração para animais, principalmente frango, e tem como vantagem ser mais resistente à estiagem. Os Estados que apresentam os maiores porcentuais de crescimento são Mato Grosso do Sul, Piauí e Bahia, com incrementos de 362,6%, 227,2% e 98%, respectivamente.

No caso do feijão, a produção total está estimada em 3,1 milhões de toneladas. Destaque para o cultivo da segunda safra da leguminosa, que deve registrar um aumento de 26% em relação ao ciclo passado, saindo de 1,1 milhão de toneladas para 1,4 milhão de toneladas. A recuperação é explicada pelas boas condições climáticas registradas em comparação com o ano safra 2020/21.

continua após publicidade

Já as lavouras de arroz e soja tiveram impacto da estiagem ocorrida no Sul do País e em parte de Mato Grosso do Sul. Segundo a Companhia, a produção da oleaginosa é de 124 milhões de toneladas(-10,2%), enquanto que para o arroz a colheita estimada é de 10,8 milhões de toneladas (-8,2%).

Nas culturas de inverno, destaque para o trigo. De acordo com a estimativa da Conab, a produção também deve atingir um novo recorde, alcançando 9 milhões de toneladas. Com este volume, o crescimento na colheita de trigo chega a 75% em comparação com a safra de 2019, quando foi registrada uma produção de 5,1 milhões de toneladas. O melhor desempenho do cereal de inverno impulsiona o crescimento da produção das demais culturas cultivadas.