Comsefaz envia nova versão de proposta dos Estados para reforma tributária - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

Comsefaz envia nova versão de proposta dos Estados para reforma tributária

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Os secretários estaduais de Fazenda enviaram à Câmara dos Deputados e ao Senado uma nova versão da proposta do Comsefaz para a reforma tributária, com ajustes no texto que deve ser usado para acoplar o ICMS nos projetos que já tramitam no Congresso.

De acordo com o comitê, o novo texto aperfeiçoa a redação anterior - de outubro do ano passado -, dando mais segurança jurídica e garantindo a tributação dos novos serviços e mercadorias da chamada economia digital dentro do próprio Imposto sobre Bens e Serviços (IBS).

A PEC 45 da reforma tributária é relatada na Câmara pelo deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), enquanto a PEC 110 é relatada no Senado pelo Roberto Rocha (PSDB-MA). Ambas as propostas têm o objetivo de unificar tributos federais, estaduais e municipais. Já a equipe econômica enviou ao parlamento um projeto de lei para unificar apenas PIS e Cofins na chamada Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS).

A nova proposta do Comsefaz também cede na formação do futuro Comitê Gestor do IBS, abrindo espaço para a participação da União. Rebatizado de Conselho Federativo do Imposto sobre Bens e Serviços, o novo modelo teria 27 assentos para os Estados, 10 cadeiras para a União e 12 para os municípios. O quórum para deliberação nas reuniões seria dois terços dos membros e a presença de pelo menos a metade dos Estados de cada região.

Os secretários estaduais de Fazenda também mudaram a nomenclatura e a finalidade do fundo pleiteado pelos Estados à União para bancar as perdas de arrecadação nas exportações - que são isentas de tributação. O antes chamado Fundo de Compensação das Exportações passa a se chamar Fundo de Incentivo às Exportações. Segundo o Comsefaz, essa mudança reforçaria que o objetivo do fundo é garantir a manutenção e expansão do sistema de logística direcionado às vendas externas.

A criação desse fundo - com repasses de até R$ 480 bilhões em dez anos - está no centro da discórdia recente entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Enquanto Maia apoia o pedido dos governos estaduais, Guedes é totalmente contra o aumento do dispêndio da União no que considera uma recriação da extinta Lei Kandir - que foi alvo de disputas entre governo federal e governos regionais por mais de duas décadas.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "Comsefaz envia nova versão de proposta dos Estados para reforma tributária"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Candidatos

Não encontramos candidatos com o filtro selecionado.