Mais lidas

    Economia

    Economia

    Com contas do Tesouro, Bolsa emenda segundo ganho, em alta de 0,30%

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 27.05.2021, 17:54:00 Editado em 27.05.2021, 18:00:24
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    O Ibovespa conseguiu sustentar leve ganho nesta quinta-feira, retomando a linha de 124 mil pontos, com leitura favorável sobre o desempenho das contas do Governo Central em abril, divulgadas no período da tarde pelo Tesouro. Após ter se mantido bem perto da estabilidade pela manhã, renovando à tarde mínima da sessão a 123.470,32 pontos, o índice da B3 fechou em alta de 0,30%, a 124.366,57, com máxima a 124.536,66 pontos nesta quinta-feira, saindo de abertura a 123.989,37. Na semana, os ganhos chegam agora a 1,45% e, no mês, a 4,60% - no ano, o índice avança 4,49%. Bem reforçado, o giro financeiro foi nesta quinta a R$ 51,4 bilhões.

    Em outro desdobramento benéfico no período da tarde, a agência de classificação de risco de crédito Fitch reafirmou o rating "BB-", acrescentando que o governo conseguirá cumprir o teto de gastos em 2021.

    "As duas coisas - as contas fiscais e a manutenção do rating - contribuíram para melhorar o humor do mercado, o que se refletiu não apenas na Bolsa, mas também no câmbio e nos juros. O mercado brasileiro segue descontado, buscando se alinhar aos de fora. A atenção está nos dados econômicos e a sinais de avanço das reformas, uma combinação que pode ajudar nessa recuperação", diz Pedro Paulo Silveira, gestor da Nova Futura Investimentos.

    "Estamos vendo resultados fiscais melhores e em um momento de revisões para cima nas projeções de PIB e, consequentemente, de melhora nas receitas. O que está incomodando, porém, é a dinâmica inflacionária. Esse é o cuidado que se deve ter", avalia o economista-chefe da Necton, André Perfeito.

    O superávit primário de abril do Governo Central foi de R$ 16,492 bilhões, quase duas vezes maior do que a mediana de R$ 8,5 bilhões, conforme as estimativas na pesquisa do Projeções Broadcast. O dado foi contraponto positivo à taxa de desemprego do primeiro trimestre, divulgada pela manhã, a 14,7%, no maior nível da série histórica iniciada em 2012.

    Nos Estados Unidos, "o número dos pedidos de bens duráveis decepcionou o mercado ao marcar queda de 1,3%, enquanto esperava-se alta de 0,8%, assim como não foi revisto para cima o resultado do PIB no primeiro trimestre, que ficou nos mesmos 6,4%. E as assinaturas de contratos de vendas de casas recuaram 4,4% em abril, enquanto o mercado projetava alta de 1,5%", observa Rafael Ribeiro, analista da Clear Corretora.

    "Os dados revelam que, apesar de a economia norte-americana estar em processo de recuperação, não existe um superaquecimento como especulado ao longo do mês e isso abre espaço para o Fed seguir com sua política monetária expansionista", acrescenta o analista, destacando também a importância da leitura sobre inflação, na sexta-feira, para a orientação do BC americano.

    Na ponta do Ibovespa, Yduqs fechou nesta quinta-feira em alta de 6,67%, à frente de Hering (+6,63%) e de Cogna (+6,19%). Na face oposta, Azul cedeu 4,58%, Localiza, 2,62%, e Fleury, 2,32%. Entre as blue chips, Petrobras (PN -0,69%, ON -0,79%) teve desempenho moderadamente negativo, enquanto Vale ON virou para o positivo na etapa final (+0,72% no fechamento), assim como parte das ações dos grandes bancos, à exceção de Santander (-1,40%) e Itaú PN (-0,85%). O dia foi em geral positivo para as ações de siderurgia, em recuperação de até 1,78% (Gerdau Metalúrgica) na sessão.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Com contas do Tesouro, Bolsa emenda segundo ganho, em alta de 0,30%"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.