Economia

CNI defende renovação dos regimes de importação do Mercosul até fim do ano

Da Redação ·

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou posicionamento pela renovação dos regimes de importação do Mercosul que têm vigência até o fim deste ano. O Conselho de Mercado Comum do bloco se reúne nos dias 16 e 17 deste mês.

continua após publicidade

"A continuidade de Ex-tarifário (para máquinas e equipamentos) e da Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) é crucial para o planejamento de investimentos pelas empresas e deve ser prioridade na cúpula presidencial do Mercosul", defende a CNI.

Atualmente, o Ex-Tarifário abarca 16.300 tipos de máquinas e 1.800 bens de informática e tecnologia da informação, enquanto a Letec abrange outros 100 produtos.

continua após publicidade

"Outras prioridades da indústria nacional são a internalização dos acordos de compras governamentais do Mercosul e de facilitação de comércio do bloco, além do Acordo de Livre-Comércio Mercosul-União Europeia, no nível extrarregional. A indústria quer um Mercosul mais competitivo, integrado entre si e aberto ao mundo", completa a CNI.