CMN adia para fevereiro entrada em vigor do registro de recebíveis de cartões - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Economia

CMN adia para fevereiro entrada em vigor do registro de recebíveis de cartões

Escrito por Da Redação
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

O Conselho Monetário Nacional (CMN) adiou para 17 de fevereiro de 2021 a entrada em vigor do registro de recebíveis de cartões de pagamento. A informação foi dada nesta quinta-feira, 29, pelo Banco Central, por meio de nota. Originalmente, o registro destes recebíveis começaria a valer na próxima terça-feira, dia 3.

Conforme o BC, o adiamento ocorreu porque as instituições financeiras não alcançaram o "estágio adequado de prontidão em seus sistemas e suas integrações, conforme atestado nos testes desenvolvidos para a implementação do modelo pretendido".

O recebível corresponde à receita que um lojista tem a receber com as vendas realizadas por meio de cartão de crédito ou de débito. Na prática, com o registro, os lojistas poderão acessar, de forma mais segura, empréstimos garantidos por estes recebíveis ou mesmo vendê-los no mercado.

O potencial do mercado de crédito garantido por recebíveis de cartão é de R$ 1,8 trilhão por ano. Somente em 2019 os arranjos com cartões de crédito movimentaram R$ 1 trilhão. Já os cartões de débito tiveram fluxo de R$ 800 milhões.

Em nota, o BC informou ainda que, por decisão do CMN, "determinará que as instituições financeiras que negociem recebíveis façam testes homologatórios, de participação compulsória, com a indicação de diretor responsável pelo acompanhamento desses testes".

O BC também "imporá medidas a serem adotadas pelas instituições financeiras que não completarem os testes de forma satisfatória, podendo, inclusive, determinar a proibição de que tais instituições operem com recebíveis de arranjo de pagamento até a resolução dos problemas identificados, visando a resguardar o bom funcionamento desse sistema de garantias".

Conforme o BC, quando as regras para recebíveis entrarem em vigor, os comerciantes "poderão solicitar o registro de seus recebíveis em uma registradora e, partir daí, utilizar parte ou o total registrado como garantia, na medida da sua necessidade". Na prática, com o registro de recebíveis, será possível obter crédito a partir dessas garantias. Entre as registradoras, estão empresas como CIP, Cerc e Tag. O CMN se reuniu de forma extraordinária nesta quinta-feira. A Resolução CMN nº 4.867, publicada hoje, está disponível em https://www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/exibenormativo?tipo=Resolu%C3%A7%C3%A3o%20CMN&numero=4867.

Gostou desta matéria? Compartilhe!

Deixe seu comentário sobre: "CMN adia para fevereiro entrada em vigor do registro de recebíveis de cartões"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.