Economia

China reabre 'torneira' de financiamento para incorporadoras imobiliárias

Da Redação ·
Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

Os reguladores chineses reabriram uma "torneira" de financiamento para incorporadores imobiliárias do país, permitindo que algumas empresas utilizem uma forma obscura de financiamento de dívida que ajuda a pagar seus fornecedores. Nos últimos quatro anos, incorporadoras imobiliárias, como Evergrande Group e Country Garden Holdings, foram usuárias regulares de instrumentos de dívida conhecidos na indústria como "títulos lastreados em ativos da cadeia de suprimentos".

continua após publicidade

Os reguladores começaram a restringir a emissão desses produtos no início deste ano, como parte de um esforço mais amplo para reduzir a alavancagem no setor. No entanto, dados os desafios de liquidez de muitas firmas imobiliárias desde que o mercado de junk bonds em dólares norte-americanos estagnou nos últimos meses, os fiscais financeiros chineses começaram a relaxar regras.

Nas últimas semanas, eles permitiram que algumas empresas financeiramente mais fortes emitissem os títulos novamente, concedendo novas cotas para esses negócios. Os incorporadores imobiliários, no entanto, só podem usar os negócios para refinanciar dívidas existentes.

continua após publicidade

Apesar do nome, os instrumentos de dívida são muito diferentes dos títulos garantidos por ativos nos Estados Unidos e em outros mercados ocidentais, onde os fluxos de caixa de diversos ativos, como hipotecas ou empréstimos corporativos, são usados para respaldar títulos que, por sua vez, são vendidos a um amplo gama de investidores.

Na China, os títulos garantidos por ativos da cadeia de suprimentos são criados pelo agrupamento das obrigações de pagamento das incorporadoras a seus fornecedores, que incluem vendedores de materiais de construção e empreiteiros.