Economia

Cenário externo morno e vencimento limitam alta do Ibovespa

Da Redação ·

Apesar da instabilidade das bolsas em Nova York, o Ibovespa acelerou os ganhos há instantes e tenta manter os 103 mil pontos nesta segunda-feira, 20. Porém, a alta é moderada. As ações da TIM e da Vivo lideravam a lista de maiores altas do Ibovespa, com ganhos de 6,63% e de 5,38%, às 10h37, após a notícia de que as duas operadoras de telefonia mais a Claro fizeram uma proposta para adquirir os serviços móveis do Grupo Oi. As da OI disparavam mais de 14%. Ainda assim, o Ibovespa subia apenas 0,31%, aos 103.204,12 pontos, diante da fraqueza em Nova York, com a maioria das bolsas por lá já migrando para o sinal negativo.

continua após publicidade

Em meio aos avanços de casos do novo coronavírus em algumas partes do mundo, especialmente nos EUA, o investidor fica à espera de mais estímulos, a fim de tentar impulsionar a maior economia do planeta, que tem apresentado resultados claudicantes. Também na Europa é essa a expectativa, após lideranças da União Europeia não terem chegado a um acordo sobre o pacote de 1,85 trilhão de euros para ajudar a reanimar economias da zona do euro após a pandemia da covid-19.

"Esses estímulos ainda são o grande driver dos mercados", afirma o estrategista-chefe da Levante Ideias de Investimento, Rafael Bevilacqua.

continua após publicidade

Conforme ele, o Ibovespa pode ter ainda mais instabilidade, dado o desempenho dos ativos acionários no exterior nesta manhã e a agenda que está um pouco mais folgada nesta segunda-feira. "Pode ficar mais volátil. A Bolsa começa a chegar num ponto que precisa de novos condutores. Ou os dados da economia mundial mostram melhora consistente e isso pode impulsionar o índice, ou pode ficar parado nesse nível dos 100 mil pontos", avalia.

Além de preocupação em relação ao avanço de pessoas infectadas e de mortes pela pandemia de coronavírus em alguns países, o Brasil também segue chamando a atenção, e já ultrapassou os 2 milhões de casos e quase 80 mil mortes. Contudo, segue o otimismo em relação a progresso de estudos de vacina para combater a doença.

A expectativa de entrega da proposta de reforma tributária pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), amanhã, também deve ficar no radar do investidor. Porém por ora, o assunto pode gerar pouca influência nos negócios, já que o mercado vai esperar a apresentação do projeto para fazer sua análise. De todo modo, avalia Bevilacqua, o sinal de avanço da reforma é bem-vindo. "Tende a deixar o País mais eficiente, com bons olhos perante o investidor interno e externo, traz mais estabilidade jurídica", afirma. Já para o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), a pode ser decisiva.

continua após publicidade

De volta ao noticiário corporativo, a Embraer entregou 17 jatos no segundo trimestre, informou hoje a empresa.

A queda do minério de ferro na China nesta segunda-feira, de 0,70%, e de cerca de 1,00% nas cotações do petróleo em Londres e em Nova York, empurras as ações da Vale (-0,11%) e da Petrobras (PN: -0,75% e ON: -1,18%) para o campo negativo, respectivamente.