Economia

Caminhoneiros pedem a Pacheco comissão mista para analisar alta dos combustível

Iander Porcella (via Agência Estado) · GoogleNews

Siga o TNOnline
no Google News

Receba notícias no seu WhatsApp!
Participe dos grupos do TNOnline

O presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, Nereu Crispim (PSD-RS), pediu nesta quarta-feira, 8, ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a criação de uma comissão mista especial para "analisar" a alta nos preços dos combustíveis. O deputado também defendeu o projeto de lei que cria um fundo de estabilização para esses valores e a taxação das exportações de petróleo bruto.

continua após publicidade

Em nota, Crispim critica o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ministro da Economia, Paulo Guedes. "Temos um presidente refém de um ministro apoiador de especuladores financeiros e sua reforma tributária 'tabajara' do ICMS! Guedes e Bolsonaro querem ferrar os Estados e os municípios, todas as propostas de Jair Bolsonaro são de enfraquecimento do pacto federativo", afirmou o deputado, numa referência ao projeto de lei complementar apoiado pelo governo que estabelece um teto de 17% para o ICMS, imposto estadual, sobre combustíveis e energia elétrica.

Crispim defendeu, ainda, o fim da atual política de preços da Petrobras, que leva em conta a variação do dólar e o valor do barril de petróleo no mercado internacional. "O presidente está cumprindo sua promessa de campanha somente com seu ministro defensor de banqueiros abastados. Ele mentiu e continua mentindo para os brasileiros!", disse o líder da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Caminhoneiros Autônomos e Celetistas, categoria que é base de apoio de Bolsonaro.