Economia

Câmara rejeita destaque do PSB e mantém congelamento de reajuste dos servidores

Da Redação ·

Deputados rejeitaram por 338 votos a 153 um destaque do PSB para liberar a concessão de aumento, reajuste ou adequação de remuneração dos servidores na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial. Assim, o texto do relator, Daniel Freitas (PSC-SC), foi mantido sem alterações.

continua após publicidade

O plenário analisa agora pedido do PDT para retirar a limitação de valor de R$ 44 bilhões para concessão do auxílio emergencial, além da autorização para que a despesa não seja considerada na meta de resultado primário e no teto de gastos.

Falta ainda a análise do último destaque, do PCdoB, também para retirar a limitação financeira para a concessão do auxílio emergencial. Só depois de encerrar essa fase os deputados podem votar a PEC em segundo turno.