Economia

Câmara dos EUA aprova aumento de ajuda para US$ 2 mil; projeto vai ao Senado

Da Redação ·

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou hoje o aumento dos pagamentos federais individuais de cheques para US$ 2 mil, frente a proposta anterior de US$ 600. O prosseguimento na casa precisava de apoio de dois terços dos deputados, e contou com votação de 275 a 134. O processo segue agora para o Senado, controlado pela maioria republicana, e que já havia votado anteriormente contra a ampliação para US$ 1.200 dos cheques.

continua após publicidade

A aprovação vem um dia depois do presidente Donald Trump assinar uma lei pela segunda rodada de estímulos fiscais, mas indicar que o valor de US$ 600 era muito baixo. No Senado, há incertezas, com o líder republicano, Mitch McConnel, não deixando expressa sua posição. A expectativa é que a aprovação aumente em centenas de bilhões de dólares o atual pacote de US$ 900 bilhões, o que traz oposição entre parte dos republicanos.

A proposta é de que em famílias com rendimento anual inferior a US$ 75 mil recebam US$ 2 mil a cada indivíduo, adulto ou criança. (FONTE: DOW JONES NEWSWIRES)