Câmara aprova texto-base do PLP 101, de renegociação da dívida dos Estados - TNOnline
Mais lidas

    Economia

    Economia

    Câmara aprova texto-base do PLP 101, de renegociação da dívida dos Estados

    Escrito por Da Redação
    Publicado em 15.12.2020, 18:52:00 Editado em 16.12.2020, 20:28:18
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    A Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do projeto de renegociação das dívidas dos Estados e que amplia a possibilidade de crédito com aval do Tesouro Nacional. O texto foi aprovado por 381 votos a 57. Agora, a Câmara deverá analisar destaques que podem mudar o teor da proposta.

    O Projeto de Lei Complementar 101/2020 foi relatado pelo deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE), que acatou 14 emendas propostas por parlamentares em seu relatório final.

    O texto reabre o prazo para adesão ao plano e amplia o período para pagamento, sem que isso se caracterize como despesa orçamentária ou renúncia de receita. Permite ainda a renegociação pela União de débitos não pagos pelos Estados em decorrência de decisões judiciais e refinanciamento de dívidas municipais e autoriza o governo federal a pagar as prestações de dívidas estaduais com organismos multilaterais de crédito.

    A proposta começou a tramitar como o antigo Plano Mansueto - em referência ao ex-secretário do Tesouro Nacional, que deixou o governo Jair Bolsonaro neste ano. Depois, foi apresentada como proposta de autoria do deputado Pedro Paulo (DEM-RJ).

    Os 18 Estados que aderiram ao refinanciamento de 2017 poderão incorporar prestações não pagas no novo plano.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Economia

    Deixe seu comentário sobre: "Câmara aprova texto-base do PLP 101, de renegociação da dívida dos Estados"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.